sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

"Between Heaven & Earth / Entre Céu & Terra" - Peter Rehlinger

Finalmente o grande e esperado momento de ir para a Pedra dos 3 Pontões, mas antes ainda preciso explicar como começou esta ideia...

Após a realização do projeto do HighVibe 11 em Paulo Afonso - BA ano passado fiz grandes amizades e uma delas Ana Paula Araújo que é uma das fundadoras do site www.acertepauloafonso.com.br um portal que visa informar e divulgar sobre os atrativos turísticos da região, vale muito a pena dar uma conferida!!!

Através dela descobri sobre os feitos do Peter Rehlinger o acrobata Alemão que desde a década de 60 realizou projetos ao redor do Brasil, escutei relatos da sua passagem pelo Sul do país e por Paulo Afonso CLICK AQUI para ler este relato. Após isso fiquei super empolgado para saber mais sobre suas aventuras pelo Brasil, sempre fui fascinado com a essência do cabo de aço ou tightwire, esses acrobatas são uma grande inspiração andar sobre precipícios por um cabo usando a vara de artifício para se equilibrar sem o uso da cadeirinha de escalada me remete a origem.


O Grande Acrobata Peter Rehlinger em sua passagem pelo Brasil

Depois de conversar com o seu filho Peter Jr. resolvi lançar um desafio pessoal e homenagear o pai dele através de um projeto de highline chamado "Between Heaven & Earth / Entre Céu & Terra" este foi o mesmo nome utilizado pelo Peter em seus projetos. Pensei bastante onde poderia realizar uma homenagem com a grandeza da importância que isto representava para mim, e logo veio a minha mente a Pedra dos 3 Pontões...


A Pedra dos 3 Pontões / A Homenagem

Foi na Pedra dos 3 Pontões que tive a minha primeira oportunidade de chegar ao CUME de uma montanha escalando e assinar o livro de cume, foi uma experiência marcante em minha vida ainda mais compartilhando isso com meu grande amigo Roney Celin "DuNada" CLICK AQUI para ler o relato desta escalada!


Escalando a Via "Inferno na Torre" no Dedinho da Pedra dos 3 Pontões

Após decidir a Pedra o próximo passo era escalar ela novamente mas agora a escalada era outra pois teríamos que chegar aos cumes maiores chamados de Pontão Maior e o Cabeça de Peixe ou Tubarão. Ver relato desta escalada e croqui das vias CLICK AQUI.


Naoki escalando o pontão cabeça de peixe

Esta última escalada para colocar as ancoragens que iria utilizar no highline foi bem complicada, é sempre um grande aprendizado passar por algumas dificuldades na montanha, pois lá não tem como sair correndo ou pedir para o helicoptero vir buscar, é aceitar a situação e trabalhar em equipe para que todos cheguem ao chão salvos!


Trupe da primeira trip comemorando no CUME

Após todas as dificuldades estava pronto, local definido, ancoragens colocadas só faltava decidir a data e partir agora com o objetivo de realizar a travessia...E este momento só veio a acontecer agora, partimos Eu, Gustavo Fontes e Damian Jörren com 3 Haulbags pesados rumo a Pedra dos 3 Pontões.


Partindo com a bagagem

Chegando na base olhamos para a Pedra e não tinha como esconder a motivação de estar ali prontos para subir, separamos todos os equipamentos e toca toca trilha a cima rumo ao início da via de escalada.


Encarando o desafio...

As duas primeiras enfiadas da via eram bem tranquilas, então a logística foi o primeiro escalar e fixar as cordas para os outros dois fazerem a ascensão trazendo os haulbags pra cima, e assim fizemos até chegarmos em um platô grande, era hora de descansar e encarar um trecho de trepa mato longo bem longo até o início da "Fucking Crack"...


Descansando no platô

A "Fucking Crack" era o segredo que não tinha avisado aos meus parceiros Gustavin e Damian, era uma chaminé de meio corpo a qual precisávamos passar por toda a sua extensão até chegar ao outro lado onde começaríamos a escalar novamente, se já era complicado passar por ela livre de qualquer equipamento imagina com 3 Haulbags pesados, por isso o apelido "Fucking Crack" dado por Gustavin pois ele foi o SHERPA MASTER que conseguiu a proeza de passar dois Haulbags sozinho enquanto eu e Damian começávamos a escalar a próxima enfiada...


Gastando na "Fucking Crack"

Na última trip que fizemos escalei todas as enfiadas de segundo, ou seja não guiei essas enfiadas e pra mim chaminé é um estilo difícil mas como já tinha escalado a via os movimentos estavam na cabeça e fluiu muito bem, a motivação estava tão grande que dei uma esticada de uns 15m sem proteger até porque não tinha como proteger até chegar a parada, UFAaaaaa primeira parte concluída, foi só esperar o Damian subir e partir para a próxima enfiada...


Escalando de segundo na primeira trip...ADRENA!!!

Enfiada essa que daria acesso ao cume Cabeça de Peixe um dos lados da ancoragem, desde a última vez ali fiquei viajando em guiar essa enfiada, mas também não escondia o medo que ela me provocava, se antes tinha subido de segundo super adrenado dessa vez com toda a motivação para realizar este projeto só pensava em tentar relaxar, e aos poucos fui fluindo na escalada, até o momento do crux, um lance em que é preciso sair fora da fenda e seguir pela sua aresta que se encontra com uma exposição de aproximadamente 500m, protegi com uma peça, olhei pra cima e resolvi colocar mais uma para diminuir o fator cagaço e aí não tinha mais volta, comecei o toca toca e para minha surpresa o crux passou rápido mas o esticão da enfiada foi longo, pois com as peças que tinha não era possível proteger, o bom é que esse último esticão era bem tranquilo e confortável seguindo dentro da fenda, YEAH não pude conter toda a minha alegria chegando ao CUME. O Damian veio logo em seguida para comemorarmos e daí foi só esperar Gustavin laçar o grampo.


CUMEeeeeee cabeça de peixe!!!
Pois é, o crux da via de acesso para o cume do Pontão Maior tem um lance que é necessário jogar a corda para acerta um grampo que fica a uns 5m de distância, depois de algumas tentativas eis que nosso CowBoy Gustavin conseguiu laçar e chegar ao outro CUME, Ihuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!!!


Cumes conquistados e hora de armar o highline


Finalmente estávamos lá nos dois cumes, comemoramos muito essa conquista pois só pela escalada já seria uma grande aventura, agora era o momento do highline.

Rapidamente preparamos as ancoragens, passamos a fita, esticamos, Gustavin passou o esparadrapo e nos encontrando no outro cume, agora sim, estávamos todos juntos ao por do sol e com o highline pronto para ser atravessado.


Gustavin comemorando do outro lado!!!

Tive a honra de estrear este clássico highline em homenagem ao Peter Rehlinger, foi uma sensação incrível realizar mais um sonho ainda mais na companhia de grandes amigos, gostaria de agradecer MUITO ao Gustavo Fontes meu amigo e parceiro de tantos sonhos juntamente ao Damian por terem acreditado neste projeto.


Caio Afeto atravessando no dia seguinte pela manhã

Depois de mim foi a vez do Damian curtir o momento dele sobre aquele vazio incrível no momento do por do sol que ele mais gosta. Gustavin ficou por último aí já não havia mais luz e o cansaço nos forçou a descer para o acampamento base na "Fucking Crack" pois amanhã iríamos andar muito mais!!!


Damian curtindo o seu momento!!!

Estávamos realmente muito cansados, a ideia era acordar para curtir o nascer do sol no highline mas só conseguimos levantar lá pelas 8 horas, tomamos o café e partimos para o highline, Gustavin já foi logo dar o seu pega, e após a travessia nos abraçamos e comemoramos mais um HighVibe na Montanha, gritamos e fomos respondidos pelos moradores locais, acho que eles devem ter se perguntado oque aqueles malucos estavam fazendo em cima da pedra passando de uma lado para o outro, hahahaha..


Acampamento Base na "Fucking Crack" tomando café...
.
E lá no cume ficamos até às 11:00hrs curtindo aquele momento, andando de lá para cá e de cá para lá, aproveitamos ao máximo essa oportunidade pois sabe se lá quando voltaríamos a repetir esse highline, acho que "nunca" hehehehe...


Gustavin focado na sua travessia!!!

Hora de voltar para a terra firme, e lá fomos nós...Desarmamos o highline e começamos a longa volta ao chão entre rapéis e trepa mato sem nenhum problema e após algumas horas finalmente chegamos ao carro sãs e salvos dessa incrível aventura.


Comemorando...Obrigado Gustavin e Damian!!!

Quase não acreditando no que tinha acabado de fazer, acho que essa é a mágica do highline, as vezes não acredito nas coisas que realizo, parado ali olhando para o cume lá em cima fiquei viajando no que tínhamos feito, foi sem dúvida o highline mais difícil que já realizei e um dos mais clássicos também, da origem para a origem, e assim me motivo cada vez mais a voltar as montanhas pois é lá onde tudo começou e é lá onde podemos nos conhecer melhor como pessoas, é lá onde aprendemos que não somos melhores que ninguém, é lá onde somos minúsculos comparados ao gigantismo deste monumento rochoso, Obrigado Pedra dos 3 Pontões por ter me dado a oportunidade de aprender com você, aos meus amigos Gustavo Fontes e Damian Jörren, palavras são poucas para descrever todo o meu agradecimento por terem feito parte deste sonho...


YEAHhhhhhhhh!!!


Curtindo a montanha por outros ângulos

Fica aqui então a minha homenagem ao grande acrobata Peter Rehlinger, tenho muito respeito por sua história de vida e suas realizações, desejo tudo de melhor em sua vida e que continue vivendo a vida próximo as pessoas que te querem bem!!!


The Legend - Peter Rehlinger!!!

Agradeço também ao meu amigo Naoki Arima por ter emprestado os "friends" e dado a vibe na primeira investida, Zé Márcio e Amaral também pela primeira trip, ao Roberto Livre local de Afonso Cláudio nos manteve informados sobre as condições climáticas da região ao amigo Guigui Moura pela vibe também!!!

Apoio:
FURNAS - JONNY SIZE - LANDCRUISING SLACKLINES

ESPECIFICAÇÕES DO HIGHLINE:
Local: Pedra dos 3 Pontões
Nome: Between Heaven & Earth / Entre Céu & Terra
Distância: 30m
Altura: 500m exposição
Fita: Sonic 2.0 (Landcruising)
Backup: Corda
Ancoragens:
- Lado Pontão Maior: 3 paraboults e 2 ancoragens afastadas
- Lado Cabeça de Peixe: 4 paraboults 

2 comentários:

Sandra Rodarte dos Reis disse...

Muito legal! Parabéns! Fico feliz e de certa forma honrada pois sou sobrinha do Peter. Tenho muita saudade dele, e ver isso me fez ficar um pouquinho mais perto dele de novo.

caioaFeto disse...

Fico muito feliz por ter feito este projeto para uma pessoa tão especial como o seu tio Sandra, ele deixou um legado muito importante para nós no Brasil, fico mais contente ainda por poder relembrar grandes feitos dele por aqui ;) muito obrigado pelo comentário!!!