quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Expedição de Escalada e HighLine nos 5 Pontões - ES


Os 5 Pontões entrou na minha vida a uns 5 anos atrás quando eu, Roney “DuNada” e Sérgio “Macaco” decidimos ir escalar esta formação rochosa incrível, chegamos onde queríamos nesta trip que era o cume do Pontão Maior.

Amanhecendo no começo da Via...


Porém ficamos 1 dia perdidos entre a trilha da ida para a escalada e a trilha de volta, ficamos sem comida, sem água e passei um frio danado. O importante é que sobrevivi e a vontade de chegar em outro cume ou melhor no CUME 17 de julho foi aumentando...

Eu, o salame, Macaco e DuNada


Além da Escalada sou facinado pelo Highline, já venho me equilibrando sobre esta fita a uns 6 anos e poder juntar estas 2 atividades que tanto amo ao mesmo tempo e em uma das Montanhas mais incríveis do Brasil situada a 150Km da minha casa no Estado onde nasci para este estilo de vida das Montanhas é concerteza a realização de um sonho. 

Papo vai e papo vem alguns escaladores com o interesse em comum em chegar ao Cume do 17 de Julho se juntaram para me ajudar neste projeto de vida.

Trip de reconhecimento...Zudivan, Brunoro e Eu


A temporada de escalada em montanha aqui só começar no inverno ou seja de junho a setembro, pois agora o tempo é muito instável, sol bem quente e chuva constante, mas não teve como esperar a temporada chegar, só precisaríamos de uma janela de tempo bom para fazer acontecer...

Em cima do Pontão Maior


Partimos então no dia 25/01/2013 para uma trip de reconhecimento, também iria aproveitar para colocar as ancoragens do HighLine, detalhe que a previsão para a região era de temporal.

Mesmo assim fomos eu, Zudivan e Brunoro no seu Jipe Samurai, lá encontramos com o Antônio o nosso anfitrião, ele tem uma casa praticamente no pé dos 5 pontões, é o “Recanto da Pedra” recebe turistas e concerteza é o lugar a ficar quando for pra lá!

Pegamos chuva durante toda a viagem, além disso nosso GPS (Brunoro) estava quebrado e erramos um pouco o caminho para chegar no Recanto da Pedra...Mas felizmente quando chegamos lá a chuva tinha passado e o tempo começou a abrir, a montanha estava praticamente nos convidando a escalar, foi o tempo de pegar os equipamentos e partir lá pra cima...

Muitas coisas mudaram durantes esses quase 5 anos, a mais impactante foi a construção de uma via Ferrata (escadas) exatamente em cima de uma via de escalada que já dava acesso ao Cume do Pontão Maior, uma agressão muito grande a pedra e uma falta de respeito por parte da pessoa que fez isso sem o concensso do conquistador desta 1ª via, bom o estrago já esta feito e hoje esta via ferrata se encontra sem nenhuma manutenção.

Via Ferrata


Existem 3 opções para escalar o Pontão 17 de Julho, nós escolhemos fazer uma sequência de rapéis intercalando com 2 escaladas, e já no primeiro rapel que da acesso ao outro cume é o local que estava vislumbrando para abrir o 1º HighLine dos 5 Pontões ficaria sobre a “Cangalha” com uns 50m de distância e uns 400m de altura.

Fizemos o rapel e depois guiei a escaladinha de uns 25m com somente 3 grampos e graduação em torno de 6º grau, fiquei meio tenso para passar no último lance mas uma respirada mais funda e toca toca pra cima ganhamos o segundo cume do dia, a parada desta via tinha somente um grampo, bati mais um para duplicar a parada. Fixei a corda para o Zudivan, Brunoro e Antônio me encontrarem neste cume...

Cangalha e Escalando para ganhar o 2º Cume


Pausa na escalada e comecei a colocar as ancoragens do HighLine, comprei uma broca errada e pude colocar somete 2 chapeletas, olhando pro lado avistei a linha que dava acesso ao Cume do Pontão 17 de Julho para chegar lá só nos restava fazer um rapel de uns 60m e as 2 enfiadas da via...

Partimos então eu e Zudivan nesta empreitada, fizemos o rapel de uns 60m onde descemos numa mata entre os cumes e aí o bixo começou a pegar pois achar o início da via não é fácil, do 2º cume tinha avistado a linha da via então fui as cegas por um costão de 30m onde utilizei 2 bromélias como pontos de proteção passando a fita por elas, para o psicológico essa técnica funciona bem mas na prática em uma queda não sei se isso iria me segurar, passado o desespero do costão avistei finalmente o 1º grampo, depois dele foi puro passeio e curtição, cheguei lá em cima e logo em seguida Zudivan veio me fazer companhia naquele Cume Incrível, foi uma emoção muito grande chegar ali e ver aquela vista deslumbrante!!!

Zudivan e Eu no CUME 17 DE JULHO!!!

O livro de cume não estava lá, nos falaram que um raio caiu lá em cima e ele evaporou, resolvemos ir embora e na próxima investida trazer um para colocar lá novamente...

Saldo totalmente positivo desta primeira investida, tudo fluiu super bem, ninguém se machucou e ficamos super motivados para voltar já no próximo final de semana mas agora viria uma galera com agente e eu iria armar de fato o HighLine.

Dia 01/02/2013 saímos novamente ás 5hrs da manhã de Vitória-ES com destino aos 5 Pontões, fomos em 2 jipes samurai no primeiro eu, Zudivan e Alexandre e no outro jipe o Brunoro, a Luciana, Silvia e Lúcia...

A quinta-feira foi dia de ralação total, tivemos que levar as cordas para o segundo cume e começar a armar o HighLine, chegamos no Recanto da Pedra quebrados, foi somente o tempo de chegar tomar banho, comer e dormir pois eu sabia que o dia seguinte seria o grande DIA!!!

Burros de Carga


Acordamos umas 7 horas com os 5 Pontões todo encoberto, uma chuva ameaçou a cair mas logo parou, lá pelas 9hrs o céu começou a abrir partimos então para completar nossos objetivos.

Chegando no segundo cume o pessoal me ajudou a esticar a fita e logo em seguida passei o esparadrapo, finalmente estava pronto aquele HighLine que a tanto tempo ficava sonhando em fazer um dia, ele ali me esperando atravessar, mas com 400m de altura e uns 50m de distância este HighLine me mostrou que para conseguir atravessá-lo eu precisaria de muito mais que somente armar, minha confiança foi abalada pelo medo, era só olhar pra baixo uns 400m de queda livre que meu coração começava a disparar, fiquei tão travado que a minha melhor tentativa de atravessar o HighLine andei somente 15m, tudo estava perfeito mas desta vez a fita levou a melhor em cima de mim pela segunda vez, a 1ª foi na Cachoeira de Matilde que tinha 40m de distancia e 60m de altura só consegui atravessar na segunda vez que fui armar e agora aqui no lugar que a tanto tempo queria chegar e atravessar fui totalmente dominado pelo medo, nessas horas que a motivação é maior porque se fosse fácil não seria tão gratificante. 

Tentando, tentando e tentando...


Voltarei!!!


 Depois disso só me restou apreciar o Zudivan passando os esticões do Pontão 17 de Julho, foi uma mistura de medo, ansiedade e muita torcida para ele escalar todos os lances sem cair...Ele escalou super bem, a cada lance era uma torcida geral e uma conversa íntima com as bromélias, hehehehe...Parabéns Zudi mandou super bem fiquei super feliz de ter apreciado você tocando super bem esta escalada!

Ele fixou a corda no Cume e daí foi o resto da galera pra cima do 17 de Julho, todos super felizes pela conquista e pelo feito, acho que a mais de 10 anos não ia nenhum escalador lá no Cume, marcaram presença lá em cima o Zudivan, Alexandre, Brunoro, Antônio (1ª pessoa de Alto Sobreiro a chegar lá), Lúcia e Sílvia!

A GALERA NO CUME!!!






Alguns voltaram lá pro Recanto da Pedra e outros ficaram no 2º cume para passar a noite que foi inesquecível, este cume foi tomado por um denso sereno que molhou tudo, depois o céu abriu e uma lua lindíssima com o céu estrelado apareceu para nos dar a boa noite, todo mundo capotou de cansaço e não acordamos para ver o nascer do sol, só fui acordar com o Antônio chegando com o café da manhã e mais água para nós, esse cara é sensacional, trouxe seu genro o Marcilio que o acompanhou ao cume do 17 de Julho.

Nosso acampamento base...


Só me restou desarmar o HighLine e carregar os equipamentos de volta pra casa, mas ainda voltarei para atravessá-la, treinarei bastante para isso pois a motivação agora é maior.

Finalizamos esta trip com todos super cansados mas bem felizes e realizados depois desta conquista incrível, o mais importante é que fizemos tudo e ninguém se machucou.

Agradeço demais ao Antônio e família que nos recebeu super bem, foi um grande prazer ter passado todos esses dias com vocês galera Zudivan, Brunoro, Alexandre, Luciana, Silvia e Lúcia, vocês foram demais, muito obrigado por tudo!!!

Obrigado 5 PONTÕES!!!


Agradecer também ao Porko, Monstro, Sandro e Muriqui por ter ido lá me dar a vibe para que eu pudesse atravessar o highline.

E agora que venham as próximas expedições, Auuuuuuuu...

EM BREVE o vídeo desta trip fantástica!!!


EQUIPAMENTOS NECESSÁRIOS PARA ESTA ESCALADA:

- 2 CORDAS ESTÁTICAS DE 60m para deixar fixa no 1º e 2º cume

- 2 CORDAS DINÂMICAS DE 60m para a escalada

- 6 costuras, fitas, mosquetões, equipamento para ascenção e equipo de escalada

- Mais informações podem me enviar um email: caiosaloma@gmail.com

- Contato do Recanto da Pedra: 9767-5150 / 9904-9365 / 9987-7648

Um comentário:

Carlos Alberto Jarske disse...

Obrigado a toda turma do dosedeafetamina por ter nos proporcionado essas imagens surpreendente na Pedra do Cinco Pontões esse monumento natural, que considero um “diamante negro” escondido em nosso Estado, formado com belas formações naturais, exuberantes e inesquecíveis, que aos poucos vai ganhando visibilidade e seu reconhecimento merecido, pois ao criar a pagina no facebook (http://www.facebook.com/pages/Pedra-dos-Cinco-Pont%C3%B5es/255094617902212?ref=tn_tnmn) e algumas publicações no meu blog pessoal http://jarskeonline.blogspot.com.br/, percebi o quanto essa paisagem tem chamado atenção, tenho recebido contato de varias pessoas de outros estados da federação e também de países como: Alemanha, Estados Unidos, Suíça, Noruega, Irã, Finlândia, Argentina, Chile, Portugal entre tantos outros... Já alcançamos um passo importante que é o reconhecimento e tombamento como Patrimônio Cultural, através do Conselho Estadual de Cultura, aguardando apenas a sua publicação. Outra etapa importante é conscientizar para a criação de uma "unidade de conservação" ao entorno da Pedra, com essa iniciativa, aos poucos vamos implantando a infraestrutura turística na região.